Notícias

Restauração da quadra de areia fará a alegria de 500 crianças no Morro Grande


Em torno de 680 famílias residem no bairro Morro Grande, o que permite calcular mais de três mil habitantes
Restauração da quadra de areia fará a alegria de 500 crianças no Morro Grande A reinauguração pôs fim a uma espera superior a quatro anos sem manutenção da quadra / Fotos: Toninho Vieira

Por Daniele Mendes de Melo

Correr atrás de uma bola é um dos maiores prazeres de uma criança. Torna as batidas do coração ritmadas e mais fortes, e o corpinho frágil, mais saudável. É um remédio sem contraindicações e sem efeitos colaterais. Brincadeira, entrosamento, entretenimento e diversão são as características que estão na cara da galerinha. A prefeitura de Lages, que alimenta uma de suas bandeiras, a proteção aos direitos da criança em ter educação e opções de cidadania e lazer no contraturno escolar, está fazendo sua parte. A Secretaria Municipal de Águas e Saneamento (Semasa) executou serviços que revigoraram a quadra de areia que atende moradores do bairro Morro Grande e outros próximos, da região Sul da cidade. A completa revitalização foi oficialmente entregue na tarde de Sol forte desta quarta-feira (5 de dezembro), pelo prefeito Antonio Ceron; o vice Juliano Polese; responsável pela Semasa, Jurandi Agustini; secretário da Administração e Fazenda, Antonio Cesar Arruda, e o superintendente da Fundação Municipal de Esportes (FME), Nilson Cruz.

As melhorias abrangem uma série de necessidades dos moradores, ultrapassando apenas a parte esportiva e de recreação. Foram reaproveitados materiais sobressalientes de obras da Semasa, como telas, tijolos e areia, realizada drenagem pluvial, colocação de tubos, pintura dos postes, arrumação e pintura da escadaria de acesso, colocação de corrimão, lixeira e de tela de proteção para segurança das crianças, recuperação e pintura do portão, colocação de novas traves e redes nos “gols” e roçada. Antes, quem passava pela rua João Lemos Machado, principal via de acesso ao bairro, via uma quadra em estado precário e de abandono, com matagal, esgoto a céu aberto com escorrimento de resíduos pelo meio da quadra.

A reinauguração pôs fim a uma espera superior a quatro anos sem manutenção da quadra, conforme recorda o presidente interino da Associação de Moradores do Bairro Morro Grande, Marcelo Araújo. A estrutura foi inaugurada em 2009, na gestão do ex-prefeito falecido, Renato Nunes de Oliveira.

Em torno de 680 famílias residem no bairro Morro Grande, o que permite calcular mais de três mil habitantes, levando em conta que em média cada família tem entre quatro e cinco componentes. Somente na faixa etária de zero a nove anos de idade estima-se cerca de 500 pessoas, além dos adolescentes. “As crianças vão poder brincar, praticar atividade física, socializar, fazer amigos novos. Daqui dez anos, quando vocês tentarem um vestibular ou levarem um currículo em uma empresa, não ficarão no fim da fila, pois a prefeitura de Lages está investindo na igualdade de oportunidades com as demais pessoas. Por isto, batalhamos por melhores condições de praças esportivas e nos núcleos do Programa Lages Melhor, com instruções em artes e cultura. Pedimos que a comunidade zele por este patrimônio, que é de vocês e contem conosco sempre”, salienta o prefeito Antonio Ceron. Duas bolas de futebol foram entregues para os meninos e meninas, que imediatamente estrearam o “brinquedo” mesmo com o calor escaldante.

A cerimônia à comunidade foi agraciada com a apresentação de Natal de 12 alunos de canto coral do Programa Mais Educação, desenvolvido na Escola Municipal de Educação Básica (Emeb) Professor Antônio Joaquim Henriques, do bairro Centenário, de um total de 41 nesta modalidade. A diretora da Escola, Rosana Marcon, acompanhou a entrega, assim como alunos do maternal misto do Centro de Educação Infantil Municipal (Ceim) Andrea Maris Santa Ana (Morro Grande), junto à diretora Alexsandra Pereira Damasceno.

“Neymarzinho” aprova a quadra nova

O apelido ainda não condiz com a realidade, mas o menino chamado pelos amigos de “Gigante” descoloriu os cabelos para ficar parecido com o ídolo dos campos, Neymar, atacante camisa 10 do Paris Saint-Germain, e não abriu mão de usar a quadra nesta quarta mesmo. Gustavo Richard Mendonça Barbosa, 11 anos, está no 3º ano da Joaquim. “Meu sonho é ser jogador de futebol. Jogo com meus amigos Wesley e Douglas. Agora com a quadra nova é melhor de jogar”, opina o torcedor do São Paulo.

A adolescente Letícia Correia da Luz de Jesus, 11 anos, do 6º ano da mesma instituição, reside no Centenário e tem o sonho de ser modelo e médica. Em comum com o “Gigante”? O gosto em jogar bola. “Eu jogo no ginásio da escola com os piás da sala. Mas agora posso vir na quadra. Está bonita. É bom porque o corpo não pode ficar parado e os jovens se mantêm longe das drogas, outros vícios e da violência.”

Com nítida vocação para o futebol, Ísis Kauane Fernandes Neto, 10 anos, é aluna do projeto social Escola de Leoas, das Leoas da Serra, vitoriosas em oito disputas somente em 2018, incluindo a Taça Libertadores da América. Do 4º ano da Joaquim Henriques, a menina treina futsal no ginásio da Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) e não para nenhum minuto na quadra. “Quero ser uma Leoa um dia. É muito bom para mim treinar às segundas, quartas e sábados, com grandes nomes, como a Greice, Pelé e Rubia e o auxiliar técnico do time adulto, Guilherme”, resume a menina.

Stephany da Silva Martins dos Santos, 11 anos, do 6º ano da Joaquim, não fica para trás. “Minha tia mora aqui perto e sempre estou por aqui. Tinha mato ao redor da quadra e era perigoso ter bicho. Não tinha tela, aí a bola vinha para a rua e o carro passava, furando a bola. O portão era quebrado e não tinha corrimão. A areia agora é mais macia e a tela é novidade”, analisa. O perigo de antes acabou, pois a garotada tinha de jogar bola na rua, competindo com os carros.

 

Estudantes da Joaquim Henriques em peso

 

Os alunos da Emeb Antônio Joaquim Heniques estavam em peso na reinauguração e foram uma atração à parte. Não se importaram com os 25ºC e partiram para o ataque em uma disputa de futebol na quadra nova. A escola é uma das principais da região, recebe garotos e garotas residentes nos bairros Centenário, Morro Grande, São Luiz, Santo Antônio e até da Penha. Abriga 445 alunos de seis a 16 anos, com aprendizagem do 1º ao 9º ano do ensino fundamental. Funciona nos períodos matutino e vespertino, com o trabalho de 54 professores.

O Programa Mais Educação é executado em período integral e disponibiliza quatro oficinas: Futsal, taekwondo, canto coral e acompanhamento em português e matemática. Nesta quarta (4), a Emeb fez seu evento Brilho de Natal, com espetáculos de música, dança, teatro e presépio.