Notícias

Secretaria de Saúde é parceira em ação para caminhoneiros


A atividade aconteceu no Posto Ampessan, na BR 116 e envolveu cerca de 50 profissionais da Secretaria de Saúde de Lages e outros parceiros
Secretaria de Saúde é parceira em ação para caminhoneiros Fotos Toninho Vieira

Para quem muitas vezes passa mais tempo na estrada dirigindo e parando em postos de abastecimento do que na própria casa, a oportunidade de ter um momento exclusivo para cuidar da saúde pode significar muito. Essa é a proposta da ação Saúde na Estrada, um projeto da rede de Postos Ipiranga, que acontece há 11 anos em todo o país, em parceria com entidades locais nos municípios onde as ações são realizadas.

Em Lages, a etapa local aconteceu nesta segunda-feira (12 de Março), no Posto Ampessan, na BR 116, e envolveu cerca de 50 profissionais da Secretaria de Saúde de Lages, do Centro Brasileiro de Cursos (Cebrac), Auto Pista Litoral Sul, Polícia Rodoviária Federal e SEST/SENAT. Os motoristas que trafegavam na rodovia eram convidados a participar do circuito, com duração média de 20 minutos, para realizar todos os testes disponíveis.

Apesar de ter saído recentemente de uma internação hospitalar, por causa de uma contaminação por leptospirose, o caminhoneiro Luiz Carlos Zanatta, 62 anos, natural de Frederico Westaphalen fez questão de realizar o circuito completo para checar a saúde. Ele conta que por causa da rotina intensa de trabalho, pois chega a ficar 30 dias fora de casa viajando.

Já a microempresária, Sirlei Aparecida de Souza Fonseca, 62 anos, moradora do bairro Frei Rogério, também pode fazer um check-up rápido e até atualizar a carteirinha de vacinação. Ela acompanhou o marido, seu Valdovino Fonseca, 64 anos, que também é caminhoneiro. “Essa ação é muito importante, pois muita gente não tem tempo. Nós sempre participamos, inclusive quando ele está em outras cidades”, afirma dona Sirlei.

Foram realizados testes de glicemia; bioimpedância; vacinas; testes de visão; DST/AIDS; massagem e corte de cabelo. “Nós somos parceiros com nossos profissionais porque além dos caminhoneiros, ação também atende e beneficia a comunidade local”, aponta a gerente de projetos da Secretaria de Saúde, Lucieli Rech Capistrano.